Receba oportunidades por e-mail
Voltar

O que é o sistema de propulsão a jato?




Radar
23/06/2010

A moto aquática ou jet ski se move na água da mesma forma que um foguete se move pela atmosfera, porém ao invés de usar gás de alta pressão para gerar impulso, o jet usa um mecanismo conhecido como sistema de propulsão a jato, que cria uma poderosa corrente de água. Nesse sistema, um impulsor empurra uma grande quantidade de água debaixo da moto aquática por meio de um bocal de direção localizado na parte traseira da embarcação.

O impulsor é um dispositivo rotor que fica dentro de uma passagem cilíndrica no corpo do jet. O motor gira o impulsor por meio do eixo de transmissão. As lâminas curvas do impulsor giram rapidamente, forçando a água pela passagem e através do bocal.

O jet ski se move por meio do princípio descrito pela terceira lei do movimento de Isaac Newton. De acordo com essa lei, toda ação tem uma reação de mesma força, na direção e sentido opostos. Nesse caso, a ação é a expulsão da água pelo bocal. A reação é o movimento do barco na direção oposta.

Ao mudar a direção do jet ski, cabos conectados a direção rodam o bocal na parte traseira. Isso muda a direção da "reação igual e oposta". Caso o bocal direcione a água para o lado direito, a traseira empurra para o esquerdo. Isso faz que a frente do jet ski gire para a direita.

Vantagens
Segundo Marcelo Franco, da assistência técnica náutica da Yamaha, o sistema de propulsão a jato permite mais manobras, curvas e freadas radicais, além de não oferecer perigo aos banhistas por não ter hélices expostas. Por isso, em barcos maiores e de alta velocidade é mais eficiente que os sistemas com eixo e pé-de-galinha. O jet ski, por possuir o sistema de propulsão a jato, também consegue navegar em locais com baixo nível de água por ter baixo calado.

Foi com esta finalidade que o sistema surgiu há várias décadas. Por causa das grandes guerras mundiais eram necessárias embarcações que pudessem navegar em quaisquer condições de água para o desembarque de soldados, principalmente, nas praias.

Desvantagens
Ainda segundo Marcelo Franco, da Yamaha, apesar de inúmeras vantagens a propulsão a jato também tem suas desvantagens como perda de velocidade em baixa ou média velocidade, ficando muito sensível ao peso do veículo aquático:

“Como o sistema não tem leme dificulta a dirigibilidade e manter o barco em linha reta ou navegar em marcha a ré. Além de possuir hidrojato mais suscetível a detritos, como por exemplo, os sacos plásticos na superfície da água”, finaliza Franco.

Vanessa Xavier e Bruna Sales da Agência Casa da Notícia para Bombarco